RESENHA CRÍTICA: A Primeira Noite de um Crime (The First Purge)

Não é um filme fácil de assistir, nada comercial, mas certamente um grito corajoso de alerta. Que se espera nunca venha realmente a acontecer.

27/09/2018 16:55 Por Rubens Ewald Filho
RESENHA CRÍTICA: A Primeira Noite de um Crime (The First Purge)

tamanho da fonte | Diminuir Aumentar

A Primeira Noite de um Crime (The First Purge)

EUA, 2018. 1h38. Direção de Gerard McMurray. Roteiro de James de Monaco (ele também foi autor de Eleição: Uma Noite de Crime: Anarquia, 14; Eleição: 12 horas para sobreviver,16) mas não dirigiu aqui talvez por o escritor também é o autor de uma série de TV sobre o tema chamada logicamente de The Purge, 18 (o autor não é negro como a maioria dos envolvidos no filme). Elenco: Marisa Tomei (é a única estrela branca de todo o enorme elenco), Y´lan Noel, Lex Scott Davis, Joivan Wade, Mugga, Patch Darragh, Luna Lauren Velez, Kristen Solis, Rotimi Paul, Mo McRae, Siva, Jermel Howard.

Sempre tive dúvidas quanto ao primeiro filme da série, que me parecia uma desculpa da violência e justificativa para termos mais assassinatos e abusos, muitas vezes gratuita. Não fazia a menor questão de ver este novo filme já em cartaz nos EUA, mas a verdade é que ele acaba sendo o mais forte e chocante de todos, ainda que no bom sentido. Isto é, desta vez deixa muito claro sua proposta de brancos e políticos duvidosos. Acontece que são eles que defendem essa teoria (não existente, mas do jeito que tudo parece caminhar nos EUA, corre-se realmente o risco de virar verdadeiro). E desta vez todo o problema, todo o drama e tragédia, deixa de ser mera aventura e fantasia, quase um truque para realmente vir a ser um aviso para o perigo que se corre, ainda mais os negros (quase todo o elenco é black e portanto os mais sujeitos ao extermínio gratuito!).

Relembrando, numa certa noite, as pessoas podem sair na rua e matar quem desejarem, fazendo o que seria uma limpeza! Só que os negros vem a ser as piores vítimas e não os justiceiros! Por isso que o filme acaba sendo forte e até assustador, denunciando o perigo racista em todo andamento, e de certa maneira não é o primeiro da série a desnudar o absurdo de tudo, mas certamente o mais descarado e absurdo (no melhor senso dessa palavra). Imaginem se tudo isso realmente fosse suceder, já que de certa maneira é uma forma de promover esse delírio e a limpeza racial! O pior é que dá a entender que esse seria o desejo dos brancos e dos poderosos. Portanto não é um filme fácil de assistir, nada comercial, mas certamente um grito corajoso de alerta. Que se espera nunca venha realmente a acontecer.

Linha
tamanho da fonte | Diminuir Aumentar
Linha

Sobre o Colunista:

Rubens Ewald Filho

Rubens Ewald Filho

Rubens Ewald Filho é jornalista formado pela Universidade Católica de Santos (UniSantos), além de ser o mais conhecido e um dos mais respeitados críticos de cinema brasileiro. Trabalhou nos maiores veículos comunicação do país, entre eles Rede Globo, SBT, Rede Record, TV Cultura, revista Veja e Folha de São Paulo, além de HBO, Telecine e TNT, onde comenta as entregas do Oscar (que comenta desde a década de 1980). Seus guias impressos anuais são tidos como a melhor referência em língua portuguesa sobre a sétima arte. Rubens já assistiu a mais de 30 mil filmes entre longas e curta-metragens e é sempre requisitado para falar dos indicados na época da premiação do Oscar. Ele conta ser um dos maiores fãs da atriz Debbie Reynolds, tendo uma coleção particular dos filmes em que ela participou. Fez participações em filmes brasileiros como ator e escreveu diversos roteiros para minisséries, incluindo as duas adaptações de “Éramos Seis” de Maria José Dupré. Ainda criança, começou a escrever em um caderno os filmes que via. Ali, colocava, além do título, nomes dos atores, diretor, diretor de fotografia, roteirista e outras informações. Rubens considera seu trabalho mais importante o “Dicionário de Cineastas”, editado pela primeira vez em 1977 e agora revisado e atualizado, continuando a ser o único de seu gênero no Brasil.

Linha
Todas as máterias

Efetue seu login

O DVDMagazine mantém você conectado aos seus amigos e atualizado sobre tudo o que acontece com eles. Compartilhe, comente e convide seus amigos!

E-mail
Senha
Esqueceu sua senha?

Não é cadastrado?

Bem vindo ao DVDMagazine. Ao se cadastrar você pode compartilhar suas preferências, comentar ou convidar seus amigos para te "assistir". Cadastre-se já!

Nome Completo
Sexo
Data de Nascimento
E-mail
Senha
Confirme sua Senha
Aceito os Termos de Cadastro