Crítica sobre o Blu-ray "Sony Pictures - 112 Min." do filme "Meu Monstro de Estimação":

Edinho Pasquale
Meu Monstro de Estimação Por Edinho Pasquale
| Data: 14/08/2008
Este é mais um dos filmes lançados recentemente que mistura película com animação por computador (CGI). O resultado em alta definição é o esperado: imagem limpa, rica em detalhes, cores vivas e contraste praticamente impecável. Como utiliza o que há de mais recente em tecnologia, a sua comparação com o DVD é imprescindível. Usando o mesmo equipamento, um BD player da Samsung, mesmo com a possibilidade de um “upscaling” (um modo artificial de “aumentar” a quantidade de pontos de um DVD, que tem 480p, para 1080p – o mesmo do BD), a diferença impressiona. Digitalizado com o codec MPEG-4 AVC, tem uma taxa média de 20 Mbps, contra MPEG 2 com 4 Mbps do DVD. O áudio chega a 2200 Kbps (em TrueHD), “versus” 384 Kbps (em DD). A clareza e nitidez do formato TrueHD é perceptível mesmo para os ouvidos mesmo insensíveis. Nesta edição analisada, a americana (deve ser a mesma lançada por aqui), a dublagem também está contemplada neste formato (a mesma, bem realizada já no DVD). Há uma necessidade de pequenos ajustes de volume, para os mais atentos, na excelente divisão de canais (5.1). Os efeitos estão bem colocados, os canais surround não são acionados apenas no apoio da trilha sonora ou das cenas de maior ação e sim nos detalhes Os menus são bem feitos (em inglês como única opção), especialmente quando é utilizada a opção de acioná-los durante o filme. Interferem pouco, apenas em parte da imagem e tem boa dinâmica. Os extras são caprichados, há o cuidado de estarem em alta definição e de conter um pequeno conteúdo disponível apenas no formato. Para quem já tem esta tecnologia e tem crianças em casa, mesmo que de qualquer idade (dos 8 aos 80), vale investir na importação do produto (ou na sua compra quando disponível por aqui). Eu recomendo.