728x90 Aniversário Americanas

Tudo Sobre Embalagens de DVD

Conheça (quase) todos os tipos de "caixinhas" disponíveis para embalar seu filme em DVD.

03/10/2012 11:01 Por Jorge Saldanha
Tudo Sobre Embalagens de DVD

tamanho da fonte | Diminuir Aumentar

O mercado de DVD no Brasil, desde seu início, testemunha o descaso das distribuidoras com os consumidores. São filmes e séries mutilados em seu formato original widescreen, lançados aqui em fullscreen; áudio original multicanal disponibilizado apenas como estéreo; extras e comentários em áudio sem legendas em português; embalagens inferiores, e que não mantêm um padrão regular em coleções e séries; e a lista prossegue. E é em relação a embalagens que temos a mais recente “novidade” do mercado, que vem provocando polêmica entre colecionadores de DVD. Recentemente a Fox anunciou que abandonou a tradicional embalagem conhecida como Amaray (15mm de largura), trocando-a por uma versão mais fina dela – a Amaray Slim (7mm de largura). Segundo a distribuidora, as vantagens principais da nova embalagem seriam:

- Redução no tamanho do produto;

- Economicidade (de espaço);

- Maior proteção ao produto;

- Praticidade;

- Modernidade;

- Beleza.

 

Dentre elas, as 2 últimas não merecem maior consideração, afinal vêm (desculpem o trocadilho) embaladas numa alta dose de subjetividade. Redução de tamanho, isso é indiscutível – por possuir menos que a metade da largura de um estojo comum, o Amaray Slim proporciona uma significativa economia no espaço de armazenamento, seja na distribuidora, em lojas e locadoras, como na própria estante do colecionador. Já no que se refere à maior proteção do produto, tenho sérias dúvidas. Já conhecia a Amaray Slim antes do seu lançamento no Brasil, uma vez que ela era utilizada em alguns boxes da MGM/Fox que vinha importando dos EUA há uns 2 anos.

 

 

 

Notei que elas tendem a soltar os DVDs bem mais do que a Amaray comum, principalmente na versão que comporta 2 discos (ainda inédita aqui). Por sorte até hoje não tive problemas de danos aos discos por causa disso, exceto alguns pequenos riscos que não comprometeram a reprodução. Mas é inegável o potencial para que ocorram problemas mais graves. Até porque, num box, as finas embalagens vêm agrupadas e protegidas por uma luva de cartolina, o que dá maior proteção ao produto. Mas por sua finura, a Amaray Slim, isolada, pode ser dobrada ou deformada com mais facilidade, soltando o DVD e aumentando o risco de danos no transporte.

 

 

 

No seu release, a Fox também fornece algumas informações de caráter duvidoso, como o fato de que a Amaray Slim foi “desenvolvida pela Fox Home Brasil e é inédita no mundo”. Como já disse, há tempos vinha importando boxes R1 que traziam estas embalagens, portanto de inédita ela não tem nada. Aliás, a própria Paramount do Brasil, antes da Fox, já começara a  lançar DVDs para locação na embalagem fina. Sem falar nos nossos conhecidos DVDs “genéricos”, que há muito utilizam a mesma embalagem. A própria Fox no Brasil já vinha substituindo as embalagens Digipack ou Amaray de seus boxes pela Amaray Slim. Além disso, a Fox cita uma “ampla pesquisa junto aos consumidores”, que como ela própria informa, consistiu em algumas dezenas de pessoas do Rio e São Paulo que compraram pelo menos 3 DVDs em 2007. Mas contraditoriamente, a maioria esmagadora de colecionadores, que discutem o assunto na internet, reprovou a atitude da distribuidora – de modo similar ao protesto surgido quando o canal pago da Fox passou a transmitir apenas séries e filmes dublados. Na verdade, o que está por trás da estratégia da Fox é mais uma tentativa da distribuidora em diminuir seus custos de fabricação, lançamento e distribuição de DVDs aqui no Brasil. A mesma Fox que, há alguns anos, foi a pioneira em criar janelas entre os lançamentos de DVDs para locação e venda direta, com os de locação custando o triplo do preço dos mesmos títulos, lançados três meses após para venda ao consumidor e via de regra bem melhor acabados, com a inclusão de extras. A pergunta que não quer calar: a adoção de uma embalagem inferior, portanto mais barata, resultará na redução do preço de venda do produto? Acredito que qualquer empresa tem o direito de reduzir despesas e aumentar receitas, porém quando isto resulta num claro prejuízo à qualidade do produto e, portanto, gerando insatisfação no consumidor, isso deve ser debatido.

 

 

Agora o país está entrando na era do DVD de alta definição, com os primeiros lançamentos em Blu-ray feitos por Sony, Disney, Warner e a própria Fox. A superioridade da qualidade de som e imagem em relação ao nosso velho DVD é notável, porém no novo formato vemos a repetição de velhos problemas, como o lançamento de filmes sem extras e, quando eles estão presentes, sem legendas em português. E no caso da Fox, pior ainda – nem o próprio filme possui legendas ou áudio em português, já que a distribuidora simplesmente está importando o produto norte-americano. No entanto, quanto à embalagem dos novos discos Blu-ray... ela é sim mais compacta que uma Amaray comum – porém apenas na altura, na largura ela possui a mesma medida (ver foto comparativa). Acho que isso tem algum significado relevante...

 

 

 

 

EMBALAGENS

Se você acompanha minhas resenhas de DVDs, deve ter notado que na maioria das vezes cito o tipo de embalagem utilizada, porque acredito ser este um item de relevância para o colecionador. Para uma melhor compreensão deste artigo, abaixo listo as principais tipos de embalagens de DVDs utilizadas no Brasil:

 

Amaray – É a embalagem mais tradicional, usada desde o lançamento do formato pela maioria das distribuidoras. Nos primeiros anos apenas a Warner utilizava um estojo diferente, de cartolina com suportes de plástico; porém acabou substituindo-o pela Amaray, normalmente feita de plástico preto ou transparente, com a capa de papel embutida de modo similar à das velhas fitas VHS. Em seu interior, além do DVD preso em um encaixe situado na bandeja esquerda, pode vir um encarte de papel com a relação dos capítulos do DVD, fotos e outras informações. Infelizmente, a redução de custos de fabricação praticamente eliminou os encartes de DVD no Brasil.

 

 

 

Amaray Dupla ou Tripla – É o mesmo estojo acima, porém com uma bandeja central adicional onde pode ser acondicionado mais 1 (ou 2) DVDs. É amplamente utilizado nos lançamentos duplos, porém o encaixe central em algumas bandejas centrais pode provocar rachaduras no DVD a partir do seu orifício. O ideal é, com um estilete, cortar o miolo do encaixe para diminuir a pressão no disco.

 

 

 

 

 

Amaray Slim – Sem ser tão revolucionária como a Fox apregoa, não passa de uma versão fina da tradicional Amaray, em plástico transparente, já bem descrita no artigo. Os colecionadores reclamam que, a partir de agora, terão de pagar caro por DVDs legítimos que se parecerão com DVDs piratas. Sem maiores comentários...

 

 

 

 

Scanavo – Não sei se esse estojo é uma invenção brasileira, mas se não é, pelo menos parece. Nele, que por fora parece um Amaray comum, as distribuidoras conseguem enfiar 4 DVDs. Em cada uma das 2 bandejas da embalagem há 2 encaixes, o que faz com que parte de um disco fique sobre o outro, o que complica sua retirada e colocação.

 

 

 

 

Digipack – Surgiu nas edições especiais de CDs, e posteriormente se consagrou nos melhores boxes de DVDs. É uma embalagem de cartolina e plástico que, envolta em uma luva grossa, é desdobrada para revelar os DVDs, presos em suportes de plástico transparentes. Os primeiros boxes Digipack lançados no Brasil foram os de Arquivo X, pela própria Fox - porém os suportes plásticos dos discos eram quebradiços e se descolavam da cartolina. Como resultado, discos soltos. O problema foi corrigido, e a embalagem Digipack de boa qualidade ainda hoje é a preferida pelos colecionadores para boxes, ou lançamentos duplos exemplares como o de Piratas do Caribe: O Baú da Morte. É o tipo de embalagem usada nos boxes mais caprichados, como os das edições estendidas da trilogia O Senhor dos Anéis, inéditas no Brasil.

 

 

 

Digistack – Vindo logo em seguida na preferência dos colecionadores, neste tipo de embalagem os discos estão em suportes plásticos estão unidos e se abrem como as folhas de um livro, envoltos em uma luva de cartolina.

 

 

 

 

 

Ainda há outros tipos de embalagens, mas tratam-se de variações das acima ou são totalmente personalizadas, normalmente utilizadas em edições limitadas.

 

Linha
tamanho da fonte | Diminuir Aumentar

relacionados

Todas as máterias

Efetue seu login

O DVDMagazine mantém você conectado aos seus amigos e atualizado sobre tudo o que acontece com eles. Compartilhe, comente e convide seus amigos!

E-mail
Senha
Esqueceu sua senha?

Não é cadastrado?

Bem vindo ao DVDMagazine. Ao se cadastrar você pode compartilhar suas preferências, comentar ou convidar seus amigos para te "assistir". Cadastre-se já!

Nome Completo
Sexo
Data de Nascimento
E-mail
Senha
Confirme sua Senha
Aceito os Termos de Cadastro
_250x250 tv gearbest, frete grátis, smart, gadgets, eletrônicos consumíveis, inteligente, dispositivos, promoção, descontos Generico_250x250