O Exterminador do Futuro: Gênesis (* em Steelbook)

Ano, 2029. A Resistência Humana luta contra as máquinas que dominam a Terra. O movimento tem como líder John Connor (Jason Clarke). Quando descobre que a rede de inteligência artificial Skynet enviou um exterminador de volta ao passado para caçar sua mãe, Sarah Connor (Emilia Clarke), antes de seu nascimento, Connor revida mandando para lá o sargento Kyle Reese (Jai Courtney). Ambos chegam ao ano de 1984 e travam uma briga impiedosa tendo como alvo número um Sarah Connor, que é protegida por outro exterminador, T-800 (Arnold Schwarzenegger).

22/05/2018 01:10 Por Felipe Brida
O Exterminador do Futuro: Gênesis (* em Steelbook)

tamanho da fonte | Diminuir Aumentar

 

O Exterminador do Futuro: Gênesis (Terminator Genisys). EUA, 2015, 125 min. Ação. Colorido. Dirigido por Alan Taylor.

Para alegria dos fãs, a Paramount Pictures lançou em março o Steelbook em Bluray do último filme da franquia “O exterminador do futuro”, este “Gênesis”, de 2015, um dos mais empolgantes e curiosos da série. Ele havia saído no Brasil em DVD, Bluray e Bluray 3D, e agora recebe tratamento VIP com uma lata especial, com extras a mais – o produto vale o preço, pode ser utilizado até como objeto de decoração!
Nesta quinta parte da cinessérie de sucesso, a luta entre homens e máquinas devastou o planeta. Uma hecatombe nuclear foi provocada pela rede de inteligência artificial Skynet, responsável em programar robôs exterminadores, deixando como rastro três bilhões de mortos - e hoje os humanos sobrevivem escondidos como ratos, nos escombros das cidades. Um deles é John Connor, que lidera a Resistência, reagindo contra o domínio das máquinas ameaçadoras. Ele está em Los Angeles, e o ano é 2029 (o papel é de Jason Clarke, um Connor mais velho, decisivo nas ações, que esconde surpresas reveladoras); enquanto parte da trama se desenrola nessa data futura, outra ocorre no passado, em 1984, com Schwarzenegger retomando o papel do exterminador, quando volta na época dos acontecimentos do primeiro filme (que é de 1984). Ele protege Sarah Connor, unindo forças com um sargento enviado do futuro para a mesma missão, chamado Reese (destaque para o bonitão Jai Courtney, bom ator que vem ganhando espaço em Hollywood). No passado e no futuro, a guerra entre humanos e máquinas atingirão proporções épicas. 
Envolto de efeitos especiais de uma qualidade deslumbrante, com cenas de ação de tirar o folego, perseguições implacáveis e surpresas de fundir a cuca, o filme se encaixa tanto como um reboot quanto um remake, com direito à aparição de um modelo T1000, o indestrutível androide mimético de metal líquido que chacoalhou o público nas poltronas no segundo filme da franquia (no antigo, de 1991, Robert Patrick criou o personagem, agora quem o faz é o coreano Byung-Hun Lee, em breves, mas ótimas sequências). Os mínimos detalhes prestam assim uma excitante homenagem às duas primeiras fitas – utilizaram até Schwarzenegger surgindo em raios numa área de caminhões de lixo!
Tudo capricho do diretor Alan Taylor, de “Thor: O mundo sombrio” (2013) e das séries comentadíssimas “Game of thrones”, “Família Soprano” e “Mad Men”. Reparem na trilha pop que inseriu no filme, com destaque para “I wanna be sedated”, de Ramones, e “Bad boys”, de Inner Circle – estas duas em momentos cômicos. Entretenimento garantido. Assistam ou revejam em bluray. Vale cada minuto!

 

 

Linha
tamanho da fonte | Diminuir Aumentar
Linha

Sobre o Colunista:

Felipe Brida

Felipe Brida

Jornalista e especialista em Artes Visuais e Intermeios pela Unicamp. Pesquisador na área de cinema desde 1997. Ministra palestras e minicursos de cinema em faculdades e universidades. Professor de Semiótica e História da Arte no Imes Catanduva (Instituto Municipal de Ensino Superior de Catanduva) e coordenador do curso técnico de Arte Dramática no Senac Catanduva. Redator especial dos sites de cinema E-pipoca e Cineminha (UOL). Apresenta o programa semanal Mais Cinema, na Nova TV Catanduva, e mantém as colunas Filme & Arte, na rede "Diário da Região", e Middia Cinema, na Middia Magazine. Escreve para o site Observatório da Imprensa e para o informativo eletrônico Colunas & Notas. Consultor do Brafft - Brazilian Film Festival of Toronto 2009 e do Expressions of Brazil (Canadá). Criador e mantenedor do blog Setor Cinema desde 2003. Como jornalista atuou na rádio Jovem Pan FM Catanduva e no jornal Notícia da Manhã. Ex-comentarista de cinema nas rádios Bandeirantes e Globo AM, foi um dos criadores dos sites Go!Cinema (1998-2000), CINEinCAT (2001-2002) e Webcena (2001-2003), e participa como júri em festivais de cinema de todo o país. Contato: felipebb85@hotmail.com

Linha
Todas as máterias

Efetue seu login

O DVDMagazine mantém você conectado aos seus amigos e atualizado sobre tudo o que acontece com eles. Compartilhe, comente e convide seus amigos!

E-mail
Senha
Esqueceu sua senha?

Não é cadastrado?

Bem vindo ao DVDMagazine. Ao se cadastrar você pode compartilhar suas preferências, comentar ou convidar seus amigos para te "assistir". Cadastre-se já!

Nome Completo
Sexo
Data de Nascimento
E-mail
Senha
Confirme sua Senha
Aceito os Termos de Cadastro