RESENHA CRÍTICA: Canastra Suja

Não me atrevi a sair da sala ou me distrair. Quer elogio maior...?

20/06/2018 17:29 Por Rubens Ewald Filho
RESENHA CRÍTICA: Canastra Suja

tamanho da fonte | Diminuir Aumentar

Canastra Suja

Brasil, 16. 2hs. Direção e roteiro de Carlos Soh. Com Marco Ricca, Adriana Esteves, Bianca Bin, Pedro Nercessian, Milhem Cortaz, David Junior, Emilio Orcioli Netto, Cacá Ottoni,Bruno Padilha, Remo Rossi.

Não conheço direito a obra do diretor e escritor Carlos Soh (que fez Por trás do Céu, 16,  Minutos Atrás, 13 e Teus Olhos Meus, 11). O único que conheci foi “Minutos” que era original mas também confuso. Mas consegue ter uma experiência interessante e atrevida com esta história forte e violenta. Que mantém a tensão o tempo todo, ao narrar a tragédia cotidiana de uma família pobre, Batista (Ricca, careca e muito bem) que tem um emprego pobre num prédio carioca e três filhos. Casado com Maria (Adriana Esteves, que poderia se limitar a ser estrela de novelas de TV, atreve-se em se deixar enfear e até desfigurar-se. Palmas para ela!). Dos filhos o mais complexo é uma garota muito jovem, autista, que mora na casa sem futuro enquanto o pai Batista é alcoólatra e vai para uma reunião dos alcoólatras anônimos para tentar se recuperar e mudar de vida. A filha mais velha (Bianca) tem um namorado negro e de trabalho suspeito, enquanto o outro filho (Nercessian, sobrinho de Estefan) é perdido e incompetente, jogado na vida. Há também amores proibidos surpreendentes e carnais envolvendo outros personagens (prefiro não revelar, mas são cenas não muito explícitas, mas que mesmo assim são fortes e surpreendentes).

Na verdade, o filme não ousa a ser explícito e tem duas partes bem diferenciadas e cada vez mais dramáticas, sendo que na metade final mergulha num universo mais denso e surpreendente num mundo Nelson Rodrigues (mas que poderia ter ido mais fundo até porque o sujeito que dá carona não tem muito lógica de comportamento). De qualquer forma, não tem medo de espantar e desnudar o que seria uma simplória família de gente pobre e infeliz. Ou nem tanto. Mas não me atrevi a sair da sala ou me distrair. Quer elogio maior...?

Linha
tamanho da fonte | Diminuir Aumentar
Linha

Sobre o Colunista:

Rubens Ewald Filho

Rubens Ewald Filho

Rubens Ewald Filho é jornalista formado pela Universidade Católica de Santos (UniSantos), além de ser o mais conhecido e um dos mais respeitados críticos de cinema brasileiro. Trabalhou nos maiores veículos comunicação do país, entre eles Rede Globo, SBT, Rede Record, TV Cultura, revista Veja e Folha de São Paulo, além de HBO, Telecine e TNT, onde comenta as entregas do Oscar (que comenta desde a década de 1980). Seus guias impressos anuais são tidos como a melhor referência em língua portuguesa sobre a sétima arte. Rubens já assistiu a mais de 30 mil filmes entre longas e curta-metragens e é sempre requisitado para falar dos indicados na época da premiação do Oscar. Ele conta ser um dos maiores fãs da atriz Debbie Reynolds, tendo uma coleção particular dos filmes em que ela participou. Fez participações em filmes brasileiros como ator e escreveu diversos roteiros para minisséries, incluindo as duas adaptações de “Éramos Seis” de Maria José Dupré. Ainda criança, começou a escrever em um caderno os filmes que via. Ali, colocava, além do título, nomes dos atores, diretor, diretor de fotografia, roteirista e outras informações. Rubens considera seu trabalho mais importante o “Dicionário de Cineastas”, editado pela primeira vez em 1977 e agora revisado e atualizado, continuando a ser o único de seu gênero no Brasil.

Linha
Todas as máterias

Efetue seu login

O DVDMagazine mantém você conectado aos seus amigos e atualizado sobre tudo o que acontece com eles. Compartilhe, comente e convide seus amigos!

E-mail
Senha
Esqueceu sua senha?

Não é cadastrado?

Bem vindo ao DVDMagazine. Ao se cadastrar você pode compartilhar suas preferências, comentar ou convidar seus amigos para te "assistir". Cadastre-se já!

Nome Completo
Sexo
Data de Nascimento
E-mail
Senha
Confirme sua Senha
Aceito os Termos de Cadastro