RESENHA CRÍTICA: Cemitério Maldito (Pete Sematary)

Na verdade, tive certo receio em ver um drama de suspense banal, que tem cara de já visto... E termina com clichês e nenhum impacto

13/05/2019 19:12 Por Rubens Ewald Filho
RESENHA CRÍTICA: Cemitério Maldito (Pete Sematary)

tamanho da fonte | Diminuir Aumentar

Cemitério Maldito (Pete Sematary)

EUA, 219. 141min. Direção de Kevin Kolsch, Dennis Widmeyer. Baseado em livro de Stephen King. Roteiro de Matt Greenberg. Jeff Buhler. Com Jason Clarke, Amy Seimetz, John Lithgow, Jeté Laurence, Hugo Lavoie. Bilheteria norte-americana: 54 milhões de dólares.

Não há duvida que um dos mais populares e queridos escritores de livros e filmes de suspense e terror, de enorme popularidade é considerado um mestre no gênero (e também dos mais queridos). Falo de Stephen King, que tem um número incrível de obras e de fãs fiéis. Chegou a dirigir ao menos um filme dele (Comboio do Terror, 86), 24 como ator, ainda que em papeis pequenos, muitos deles fazendo muito sucesso porque ele tem algo de mítico e original, que provocam uma multidão de fãs (os primeiros de êxito são especialmente queridos, incluídos na lista de 289!, sendo este Cemitério apenas o quinto!). Talvez os meus mais queridos são simplesmente Carrie, a Estranha (76), O Iluminado (80) e outros como Cujo, Na Hora da Zona Morta, Christine o Carro Assassino, além de Comboio do Terror, Creepshow, os cultuados Um Sonho de Liberdade, A Espera de um Milagre, e assim por diante.

O que mais me assustou foi o fato de que apesar do prestigio do escritor, houve muitos dos textos que não deram certo e com críticas negativas e principalmente a polêmica com outros autores como foi o caso de O Iluminado, que já mencionei!!! Mesmo com tudo isso, polêmico, teve seus admiradores. O que eu não estava acostumado é ver primeiro a mediocridade desta nova versão (que traz um ótimo ator de composição que é John Lithgow, mas que ficou irreconhecível e eu não suporto o Jason Clarke, que faz um médico sem mágica ou emoção). Na verdade, tive certo receio em ver um drama de suspense banal, que tem cara de já visto... E termina com clichês e nenhum impacto. Fiquei ainda mais surpreso ao checar uma lista extremamente negativa dos americanos ofendidos e irritados. Não acusando o mestre, mas sem perdoar a dupla de diretores, a banalidade do filme e a pseudoviolência de praticamente tudo.

Linha
tamanho da fonte | Diminuir Aumentar
Linha

Sobre o Colunista:

Rubens Ewald Filho

Rubens Ewald Filho

Rubens Ewald Filho é jornalista formado pela Universidade Católica de Santos (UniSantos), além de ser o mais conhecido e um dos mais respeitados críticos de cinema brasileiro. Trabalhou nos maiores veículos comunicação do país, entre eles Rede Globo, SBT, Rede Record, TV Cultura, revista Veja e Folha de São Paulo, além de HBO, Telecine e TNT, onde comenta as entregas do Oscar (que comenta desde a década de 1980). Seus guias impressos anuais são tidos como a melhor referência em língua portuguesa sobre a sétima arte. Rubens já assistiu a mais de 30 mil filmes entre longas e curta-metragens e é sempre requisitado para falar dos indicados na época da premiação do Oscar. Ele conta ser um dos maiores fãs da atriz Debbie Reynolds, tendo uma coleção particular dos filmes em que ela participou. Fez participações em filmes brasileiros como ator e escreveu diversos roteiros para minisséries, incluindo as duas adaptações de “Éramos Seis” de Maria José Dupré. Ainda criança, começou a escrever em um caderno os filmes que via. Ali, colocava, além do título, nomes dos atores, diretor, diretor de fotografia, roteirista e outras informações. Rubens considera seu trabalho mais importante o “Dicionário de Cineastas”, editado pela primeira vez em 1977 e agora revisado e atualizado, continuando a ser o único de seu gênero no Brasil.

Linha
Todas as máterias

Efetue seu login

O DVDMagazine mantém você conectado aos seus amigos e atualizado sobre tudo o que acontece com eles. Compartilhe, comente e convide seus amigos!

E-mail
Senha
Esqueceu sua senha?

Não é cadastrado?

Bem vindo ao DVDMagazine. Ao se cadastrar você pode compartilhar suas preferências, comentar ou convidar seus amigos para te "assistir". Cadastre-se já!

Nome Completo
Sexo
Data de Nascimento
E-mail
Senha
Confirme sua Senha
Aceito os Termos de Cadastro