RESENHA CRÍTICA: Rampage - Destruição Total (Rampage)

O filme é bem divertido, com sacadas na hora certa que parece dizer, que não é para levar mesmo a sério

13/04/2018 11:17 Por Rubens Ewald Filho
RESENHA CRÍTICA: Rampage - Destruição Total (Rampage)

tamanho da fonte | Diminuir Aumentar

Rampage - Destruição Total (Rampage)

EUA, 18. 1h47 min. Direção de Brad Peyton. Com Dwayne Johnson, Jeffrey Dean Morgan, Malin Akerman, Joe Manganiello, Naomie Harris, Marley Shelton, Will Yon Lee, Jake Lacy, Jake Quaid, Breanne Hill.

Se alguém tiver alguma dúvida, Rampage é um videogame de 1986 e que deu origem a outro chamado Rampage Total Destruction, de 2006. Mas é basicamente mais um veículo para o astro do momento que ninguém mais ousa chamar de The Rock, o Dwayne Johnson e que parece ter o controle geral de filmes de ação bem humorados. Na verdade, esta é a terceira vez que ele trabalha com o diretor (e ocasionalmente produtor e roteirista) canadense Brad Peyton, com quem fez antes, Viagem 2: a Ilha Misteriosa (2013) e Terremoto, a Falha de San Andreas (2015).

Estranhamente desta vez Dwayne está morenaço e em alguns planos deixa sinais no rosto do peso da idade, não sei dizer se foi por acaso ou preparação para o futuro já que isso não tem a menor consequência para astros de ação, vide Stallone, por exemplo. O truque da certo em meio às explosões e elaboradas cenas de ação (desta vez na fotogênica cidade de Chicago que normalmente não se presta para esse tipo de situação) e o mais evidente: o senso de humor, o filme é bem divertido, com sacadas na hora certa que parece dizer, que não é para levar mesmo a sério. É apenas para se divertir.

Ainda que não tenham esquecido de dar destaque aos animais gigantes (cuidado, não é para crianças pequenas). A grande estrela do filme é um gorila inteligente e gigante chamado George que se comunica por sinais com o herói chamado Davis Okoye e que acaba tendo papel estrelar na trama (e ganha também piadas até boas!). Não que a história seja especialmente boa. Davis é um primatologista que protege o amigão desde quando era pequeno e perdeu sua família. Mas o filme começou antes numa espaçonave onde uma moça tenta salvar uma espécie de droga miraculosa, mas acaba morrendo. Quem está controlando a situação é um par de irmãos ricos, em particular a vilã (Malin Akerman) que esconde um antídoto e permite que o país vire um campo de guerra principalmente quando animais se tornam perigosos monstros gigantes, além de um gorila, um gigantesco lobo e uma figura aquática indescritível, que serão as criaturas que irão escalar prédios e fazer vitimas (achei curioso, ser o único meio vilão, um oficial militar negro que é grosseiro e violento e ameaça destruir toda a cidade!).

Exibido em 3D (a gente nem percebe mais!) Rampage é roubado pelo gorila gigante e fiel, George. King Kong que se cuide!!!

Linha
tamanho da fonte | Diminuir Aumentar
Todas as máterias

Efetue seu login

O DVDMagazine mantém você conectado aos seus amigos e atualizado sobre tudo o que acontece com eles. Compartilhe, comente e convide seus amigos!

E-mail
Senha
Esqueceu sua senha?

Não é cadastrado?

Bem vindo ao DVDMagazine. Ao se cadastrar você pode compartilhar suas preferências, comentar ou convidar seus amigos para te "assistir". Cadastre-se já!

Nome Completo
Sexo
Data de Nascimento
E-mail
Senha
Confirme sua Senha
Aceito os Termos de Cadastro