Resenha: O Inferno de Gabriel

Conheça o primeiro livro da trilogia de Sylvain Reynard, comentado por Marcela Pires

22/02/2013 01:55 Da Redação
Resenha: O Inferno de Gabriel

tamanho da fonte | Diminuir Aumentar

"...ele me mostrou que um voto é a promessa que o marido faz de que irá amar sua esposa e não só usá-la para o sexo. Ele disse que esse voto expressava a ideia de que fazer amor é um ato de veneração. O marido venera a esposa com seu corpo ao amá-la, se entregar a ela e levá-la ao êxtase". p. 424

Quem quiser ler "O Inferno de Gabriel" pensando na parte "quente" levará um susto, pois apesar do livro conter partes bem sensuais, a maioria são relatos de beijos...beijos de tirar o fôlego!

Na verdade, a leitura é muito mais poética do que qualquer outra coisa, é cercada de sensibilidade e tem como base a estória de Dante e Beatriz - "A Divina Comédia".

A parte do "O Inferno de Dante" não só inspirou o título, mas como toda a estória acerca de Gabriel e Julia.

Um dia esses jovens se encontraram, e Gabriel descobriu em Julia a sua Beatriz, mas assim como na estória original, o destino os separou por muitos anos.

O segundo reencontro foi no curso de pós graduação, onde Julia tem aula com o seu amado, mas sem que ele se lembre dela, até que o destino os une novamente, porem cada um tem que lutar contra o seu inferno pessoal, seus traumas, seus medos e seu passado.

Gabriel é um professor de 33 anos, extremamente egocêntrico e uma alma atormentada pelo passado. Ele se sente uma pessoa sem alma e sem direito de ser amado, diz possuir todos os 7 pecados capitais.

Julia é uma jovem estudante de 23 anos, filha de pais problemáticos, extremamente tímida e com muito medo e traumas. 

O relacionamento dos dois em principio é dominado pela autoridade e poder do professor que humilha a aluna, contudo o fato de terem "parentes" em comum, os dois se vêem obrigados a se relacionar e se reencontram.

Nesse cenário, Gabriel e Julia precisam se conhecer e se perdoar.

"O Inferno de Gabriel" é muito mais que um livro erótico, na verdade nem considero que tenha conteúdo adulto, as cenas sensuais são lindas, inspiradoras e muito emocionais. 

O livro não tem linguagem vulgar, e em 2 ou 3 momentos alguns palavrões.

São 500 páginas muito bem escritas, personagens muito bem elaborados, o enredo todo amarrado, o mistério é ótimo,  o clima de suspense não deixa o leitor desgrudar do livro, e tudo é desvendado no final! Fora que as as aulas de Gabriel são inspiradoras, te fazem conhecer mais sobre vários escritores medievais, como São Tomás de Aquino e quem não leu "A Divina Comédia" ficará morrendo de vontade de ler.

O segundo título da trilogia sairá em Julho: "O Julgamento de Gabriel".

O Inferno de Gabriel – Sylvain Reynard – Ed. Arqueiro

Linha
tamanho da fonte | Diminuir Aumentar
Linha

Sobre o Colunista:

Marcela Pires

Marcela Pires

Uma colecionadora compulsiva de blushes e livros. Mora em Campinas/SP com 3 cães, 2 filhas, um monte de livros e milhares de sonhos. Nasceu em 1978, estudou Filosofia e Ciência Sociais, hoje é uma completa apaixonada pelo mundo da moda e da literatura. Divido o seu tempo com os estudos sobre Consultoria de Imagem, o blog Mulherices e livros que ela tanto ama

Linha
Todas as máterias

Efetue seu login

O DVDMagazine mantém você conectado aos seus amigos e atualizado sobre tudo o que acontece com eles. Compartilhe, comente e convide seus amigos!

E-mail
Senha
Esqueceu sua senha?

Não é cadastrado?

Bem vindo ao DVDMagazine. Ao se cadastrar você pode compartilhar suas preferências, comentar ou convidar seus amigos para te "assistir". Cadastre-se já!

Nome Completo
Sexo
Data de Nascimento
E-mail
Senha
Confirme sua Senha
Aceito os Termos de Cadastro
30 fotos grátis na 1a compra BF3