A Paixão Precisa a Linguagem

A paixão da alma e seus controles são o objeto de Trama Fantasma

03/04/2018 17:14 Por Eron Duarte Fagundes
A Paixão Precisa a Linguagem

tamanho da fonte | Diminuir Aumentar

 

Com Trama fantasma (Phantom thread; 2017) o cineasta norte-americano Paul Thomas Anderson atinge seu ponto estético mais preciso; esta precisão de narrar em cinema vem para Anderson duma gratificação formal na maturidade nunca fácil e cujo suor de filmar permanecerá sempre escondido. As possíveis hesitações do cinema de Anderson no passado se dissolvem ao longo duma realização como Trama fantasma; para o espectador é uma espécie de prêmio do olhar de que não se pode abdicar sem forte perda cinematográfica.

Ali estão todos os delírios muito particulares do cinema do realizador, que outrora se materializaram em filmes densos e inquietantes como Sangue negro (2007) e também em obras disformes e problemáticas como O mestre (2012); um autor em pleno voo, eis o que foi em todos os seus fotogramas este diretor de cinema em seu filme atual. Ambientado num universo britânico, contando com um elenco essencialmente europeu (Daniel Day-Lewis é inglês assim como Lesley Manville, e Vicky Krieps é luxemburguesa), Trama fantasma acresce ao cinema de situações à deriva de Anderson um componente arcaico, ancestral mesmo cuja modernidade é ditada pela precisão linguística aludida de toda a narrativa; a reflexão sobre a criação que o realizador estabelece desde sua personagem central, o estilista Reynolds Woodcock, é autorreferente, pois o liame metafórico entre alta costura e o universo do cinema se evidencia em todas as sequências, com a utilização de cenários e os grandes primeiros planos que se estabelecem. E para bem enfeixar estes golpes quase matemáticos da linguagem cinematográfica (que pingam na tela como ponteiros), Anderson exacerba nas relações entre os intérpretes, criando uma inusitada cumplicidade da crueldade entre Day-Lewis e Vicky. Aí pode-se pensar no americano anglicizado Joseph Losey, especificamente em O criado (1963), em que as relações de domínio e submissão são sutis e enviesadas desde a interpretação. Ou também nos abismos espirituais do diretor sueco Ingmar Bergman. O nome da figura feminina central de Trama fantasma é Alma; este é também o nome da enfermeira de Persona (1967); a metafísica dos nomes leva à própria metafísica, pensar e ver imaterialmente.

A paixão da alma e seus controles são o objeto de Trama fantasma. O observador perder-se-á nestas vielas como parte do processo de deparar cinematograficamente um processo de delírio. O segredo estranho do filme é este: lograr dar precisão estilística a um muro que cai. Captar a angústia em sua geometria, mas sem perder seus deslizes, sua característica de angústia. Poucas vezes se  filmou a tensão com tanta nervura formal; os ramos assombram, mas parece que os neurônios não chegam a sair do lugar. De onde vem, pois, a tontura de ver? Algo secreto, talvez. No fim, antes de adoecer, o protagonista pede à sua amada que o beije antes que esta coisa de adoecer aconteça. O artista se acerca de sua modelo-amante pedindo isto. Balbucios da paixão e da demência.

 

(Eron Duarte Fagundes – eron@dvdmagazine.com.br)

Linha
tamanho da fonte | Diminuir Aumentar
Linha

Sobre o Colunista:

Eron Duarte Fagundes

Eron Duarte Fagundes

Eron Duarte Fagundes é natural de Caxias do Sul, no Rio Grande do Sul, onde nasceu em 1955; mora em Porto Alegre; curte muito cinema e literatura, entre outras artes; escreveu o livro “Uma vida nos cinemas”, publicado pela editora Movimento em 1999, e desde a década de 80 tem seus textos publicados em diversos jornais e outras publicações de cinema em Porto Alegre. E-mail: eron@dvdmagazine.com.br

Linha

relacionados

Todas as máterias

Efetue seu login

O DVDMagazine mantém você conectado aos seus amigos e atualizado sobre tudo o que acontece com eles. Compartilhe, comente e convide seus amigos!

E-mail
Senha
Esqueceu sua senha?

Não é cadastrado?

Bem vindo ao DVDMagazine. Ao se cadastrar você pode compartilhar suas preferências, comentar ou convidar seus amigos para te "assistir". Cadastre-se já!

Nome Completo
Sexo
Data de Nascimento
E-mail
Senha
Confirme sua Senha
Aceito os Termos de Cadastro