RESENHA CRTICA: O Refgio do Medo (Stonehearst Asylum)

Apesar de ser bem fotografado, o filme em nada memorvel

22/04/2015 09:49 Por Rubens Ewald Filho
RESENHA CRÍTICA: O Refúgio do Medo (Stonehearst Asylum)

tamanho da fonte | Diminuir Aumentar

O Refúgio do Medo (Stonehearst Asylum)

Inglaterra, 14. 112 min. Direção de Brad Anderson. Com Kate Beckinsale, Jim Sturgess, David Thewlis, Brendan Gleeson, Ben Kingsley, Michael Caine, Jason Flemyng, Sophie Kennedy Clark, Sinead Cusack. Lançamento direto em locadoras e VOD.

Muito influenciado pela Ilha do Medo de Martin Scorsese, 10, e que por sua vez foi inspirado por dezenas de filmes de gênero terror com lunáticos passados em colônias penais ou asilos (hoje sanatórios de loucos). Quem fez este thriller antiquado é até um cineasta de certo prestigio Brad Anderson, que fez um Próxima Parada Wonderland (98, que só tinha canções brasileiras de trilha musical), Feliz Coincidência (2000), Session 9 (01), O Operário (04, Christian Bale), O Expresso Siberiano (08), Mistério da Rua 7 (10), Chamada de Emergência (13, com Halle Berry) e inúmeros episódios de série.

Rodado na Bulgária pela Icon, firma de Mel Gibson, é inspirado no conto The System of Doctor Fether de Edgar Allan Poe. O problema maior é que a história não tem muito a contar e o roteiro não traz novidades.O protagonista é um jovem doutor que chega a um asilo dizendo que deseja estudar o tratamento de loucos (o elenco é all star, ou seja, cheio de gente famosa com muito pouco a fazer, inclusive Michael Caine como antigo diretor e o até então indestrutível Ben Kingsley, como o atual vilão. A encantadora Kate Beckinsale faz uma paciente acusada de tentar matar o marido). Fora o desfilar habitual de figuras esquisitas, pouca coisa de assustador acontece fora o tradicional desfile de figuras bizarras e malucos. Apesar de ser bem fotografado (a montagem chegou a ser finalista no premio do Sindicato da Categoria) e de ter um final inesperado, o filme é em nada memorável.

Linha
tamanho da fonte | Diminuir Aumentar
Linha

Sobre o Colunista:

Rubens Ewald Filho

Rubens Ewald Filho

Rubens Ewald Filho jornalista formado pela Universidade Catlica de Santos (UniSantos), alm de ser o mais conhecido e um dos mais respeitados crticos de cinema brasileiro. Trabalhou nos maiores veculos comunicao do pas, entre eles Rede Globo, SBT, Rede Record, TV Cultura, revista Veja e Folha de So Paulo, alm de HBO, Telecine e TNT, onde comenta as entregas do Oscar (que comenta desde a dcada de 1980). Seus guias impressos anuais so tidos como a melhor referncia em lngua portuguesa sobre a stima arte. Rubens j assistiu a mais de 30 mil filmes entre longas e curta-metragens e sempre requisitado para falar dos indicados na poca da premiao do Oscar. Ele conta ser um dos maiores fs da atriz Debbie Reynolds, tendo uma coleo particular dos filmes em que ela participou. Fez participaes em filmes brasileiros como ator e escreveu diversos roteiros para minissries, incluindo as duas adaptaes de “ramos Seis” de Maria Jos Dupr. Ainda criana, comeou a escrever em um caderno os filmes que via. Ali, colocava, alm do ttulo, nomes dos atores, diretor, diretor de fotografia, roteirista e outras informaes. Rubens considera seu trabalho mais importante o “Dicionrio de Cineastas”, editado pela primeira vez em 1977 e agora revisado e atualizado, continuando a ser o nico de seu gnero no Brasil.

Linha
Todas as mterias

Efetue seu login

O DVDMagazine mantm voc conectado aos seus amigos e atualizado sobre tudo o que acontece com eles. Compartilhe, comente e convide seus amigos!

E-mail
Senha
Esqueceu sua senha?

Não é cadastrado?

Bem vindo ao DVDMagazine. Ao se cadastrar voc pode compartilhar suas preferncias, comentar ou convidar seus amigos para te "assistir". Cadastre-se j!

Nome Completo
Sexo
Data de Nascimento
E-mail
Senha
Confirme sua Senha
Aceito os Termos de Cadastro