O Tempo e o Sexo: Ilusões do Imaginário

Orlando propõe uma trajetória da personagem através de séculos

04/08/2017 00:59 Por Eron Duarte Fagundes
O Tempo e o Sexo: Ilusões do Imaginário

tamanho da fonte | Diminuir Aumentar

 

Orlando, uma biografia (Orlando: a biography; 1928), um marco da literatura inglesa escrito por Virginia Woolf, desfaz na narrativa romanesca os conceitos de uma existência no tempo e de uma vida num único sexo. Dedicado à amante de Virginia nos anos que precederam a confecção do livro, Orlando propõe uma trajetória da personagem através de séculos e transforma sua criatura num ser essencialmente bissexual, homem e mulher conforme as ocasiões históricas exijam.

Orlando, a personagem de Virginia, nasce no século XVI e renasce a cada centúria na mesma idade em que se encontrava um século antes. Orlando é tanto o retrato pretendido da amante da autora britânica quanto um tanto da própria Virginia e suas assombrações de vida e literatura; Orlando quer escrever sobre si mesmo, mas só consegue viver a si mesmo e torna-se um artista estéril, nada sai de sua pena, unicamente intenções e ideias, então o narrador de Virginia arranja a organização textual que dá vazão ao sonho de Orlando. O fantástico inicial do arcabouço de Virginia Woolf cede lugar, aos poucos, à poesia e ao cotidiano que enfeixam a prosa poética, exacerbada e transcendente, de quem um dia compôs este delírio verbal que é As ondas (1931).

Lido há tantos anos numa tradução da poetisa Cecília Meireles, relido agora traduzido por Tomaz Tadeu e à luz dum ensaio do escritor mineiro Silviano Santiago, Orlando, uma biografia, já levado algumas vezes ao cinema, inclusive num filme alemão de vanguarda, revoluciona as formas de enxergar uma personagem numa narrativa literária, mudando de sexo, mudando de cenário de época.

 

(Eron Duarte Fagundes – eron@dvdmagazine.com.br)

Linha
tamanho da fonte | Diminuir Aumentar
Linha

Sobre o Colunista:

Eron Duarte Fagundes

Eron Duarte Fagundes

Eron Duarte Fagundes é natural de Caxias do Sul, no Rio Grande do Sul, onde nasceu em 1955; mora em Porto Alegre; curte muito cinema e literatura, entre outras artes; escreveu o livro “Uma vida nos cinemas”, publicado pela editora Movimento em 1999, e desde a década de 80 tem seus textos publicados em diversos jornais e outras publicações de cinema em Porto Alegre. E-mail: eron@dvdmagazine.com.br

Linha
Todas as máterias

Efetue seu login

O DVDMagazine mantém você conectado aos seus amigos e atualizado sobre tudo o que acontece com eles. Compartilhe, comente e convide seus amigos!

E-mail
Senha
Esqueceu sua senha?

Não é cadastrado?

Bem vindo ao DVDMagazine. Ao se cadastrar você pode compartilhar suas preferências, comentar ou convidar seus amigos para te "assistir". Cadastre-se já!

Nome Completo
Sexo
Data de Nascimento
E-mail
Senha
Confirme sua Senha
Aceito os Termos de Cadastro
30 fotos grátis na 1a compra BF3