Um Autor Acima de Qualquer Suspeita

O romancista norte-americano Philip Roth não decepciona seus admiradores em Casei com um comunista

14/02/2018 12:00 Por Eron Duarte Fagundes
Um Autor Acima de Qualquer Suspeita

tamanho da fonte | Diminuir Aumentar

 

O romancista norte-americano Philip Roth não decepciona seus admiradores em Casei com um comunista (I married a communist; 1998). Estamos diante de mais uma brilhante, sedutora e aguda visão do universo da sociedade norte-americana no século XX. Ambientado no escuso período do macarthismo (quando delatar os comunistas era sinônimo de obrigação patriótica: era ser americano, e não se discutia isto), o romance é narrado por uma personagem secundária, uma primeira pessoa à distância que recobre de névoa a personagem central, o judeu comunista Ira Ringold cuja malfadada traição nasce de sua ex-esposa, que num livro autobiográfico, “Casei com um comunista”, delata e arruína o bem-sucedido ator radiofônico.

“O irmão mais velho de Ira Ringold, Murray, foi meu primeiro professor de inglês e foi por intermédio dele que fiquei amigo de Ira.” Nathan, o narrador, vai contar a história malograda de seu amigo Ira, mas antes revela que o conheceu pelo irmão de Ira, Murray; é uma espécie de tabela narrativa, charmosa como aquela esquiva primeira pessoa que se esconde nas frases iniciais de Madame Bovary (1856), de Gustave Flaubert. Mas Nathan se alastra pelo romance todo e é pela voz de Nathan que as demais personagens ganham vida.

A enviesada argúcia política de Roth e as notáveis marcações de linguagem habilmente entrelaçadas põem o romance num patamar superior. As discussões universitárias de alguns diálogos atravessam exegeses de textos de Shakespeare que vêm a conferir mais dignidade à herança literária de Roth. Tudo é construído de tal maneira que, sem perceber, o leitor está diante de um notável romance.

 

(Eron Duarte Fagundes – eron@dvdmagazine.com.br)

Linha
tamanho da fonte | Diminuir Aumentar
Linha

Sobre o Colunista:

Eron Duarte Fagundes

Eron Duarte Fagundes

Eron Duarte Fagundes é natural de Caxias do Sul, no Rio Grande do Sul, onde nasceu em 1955; mora em Porto Alegre; curte muito cinema e literatura, entre outras artes; escreveu o livro “Uma vida nos cinemas”, publicado pela editora Movimento em 1999, e desde a década de 80 tem seus textos publicados em diversos jornais e outras publicações de cinema em Porto Alegre. E-mail: eron@dvdmagazine.com.br

Linha
Todas as máterias

Efetue seu login

O DVDMagazine mantém você conectado aos seus amigos e atualizado sobre tudo o que acontece com eles. Compartilhe, comente e convide seus amigos!

E-mail
Senha
Esqueceu sua senha?

Não é cadastrado?

Bem vindo ao DVDMagazine. Ao se cadastrar você pode compartilhar suas preferências, comentar ou convidar seus amigos para te "assistir". Cadastre-se já!

Nome Completo
Sexo
Data de Nascimento
E-mail
Senha
Confirme sua Senha
Aceito os Termos de Cadastro
30 fotos grátis na 1a compra BF3