RESENHA CRTICA: Voc Nunca Esteve Recentemente Aqui (You Were Never Really Close to Here)

A diretora tem uma certa mo para enquadramentos e nada chega ser a ser descartvel. Apenas indigesto.

08/08/2018 16:07 Por Rubens Ewald Filho
RESENHA CRÍTICA: Você Nunca Esteve Recentemente Aqui (You Were Never Really Close to Here)

tamanho da fonte | Diminuir Aumentar

Você Nunca Esteve Recentemente Aqui (You Were Never Really Close to Here)

EUA, 17. 1h29min. Roteiro e direção de Lynne Ramsey. Com Joaquim Phoenix, Judith Roberts, Katernia Samsovov, John Doman.

Não sei se alguém ainda se lembra do fato de que a diretora Ramsey ganhou o prêmio de melhor roteiro no Festival de Cannes do ano passado (e o filme serviu para aprender o Festival de Sundance) e Joaquim Phoenix ganhou como melhor ator de Cannes, sendo que tiveram 7 minutos de aplausos. É fato também que Ramsey é muito elogiada pela crítica e o filme é um pouco violento e grosseiro, ela tem o gesto de não forçar os momentos violentos demais, deixando mais para a sugestão o que poderia ser pesado demais. A diretora diz que no livro que a inspirou, de Jonathan Ames, ela não entende de violência então preferiu fazer o que chamam de “post rage”, a raiva post mortem aos inimigos do protagonista. Acho porém bom que vocês fique sabendo um pouco mais sobre essa diretora. Eis a biografia:

Lynne Ramsay (1969-) - Diretora escocesa nascida em Glasgow em 5 de dezembro. Seus filmes geralmente exploram com humor a realidade da classe operária com toques de sensualidade e edição dinâmica. Inicialmente estudou fotografia, mas logo percebeu que queria mesmo era dirigir filmes. Enquanto estudante, teve seu curta Small Deaths (1996) premiado em Cannes. Seu primeiro longa, Ratcatcher (1999), é um satírico e nostálgico retrato da Glasgow dos anos 70 que mistura a pequena realidade de uma criança e a grande dos adultos em greve. Ganhou o Bafta de melhor primeiro filme. Seu próximo trabalhou foi uma adaptação do livro de Alan Warner, Morvern Callar (2002), e não foi tão bem recebido quanto o anterior. Mas acertou com uma adaptação criativa do livro Precisamos Falar sobre Kevin com Tilda Swinton. Em março de 2013, largou a filmagem de Jane Got a Gun (que seria com Natalie Portman, Michael Fassbender), logo no primeiro dia!

Filmografia: 1996 - Small Deaths (CM. Anne McLean, James Ramsay). Kill the Day (CM. James Ramsay, Drew Carter-Cain). 1997 - Gasman (CM. Lynne Ramsay Jr., Martin Anderson). 1999 - Ratcatcher (William Eadie, Tommy Flanagan). 2002 - Morvern Callar (Samantha Morton, Kathleen McDermott). 2003 - Cinema16: British Short Films (Epis. Gasman. Lynne Ramsay Jr., Martin Anderson).2011- Precisamos Falar sobre Kevin (We Need to Talk About Kevin. John C. Reilly, Tilda Swinton). 2012- Swimmer (CM. Tom Litten, Niall Burton).

O filme propriamente dito…

Não vou mentir e dizer que não gosto especialmente de filmes muito violentos e pesados (para ter uma ideia Phoenix já tem um tipo meio duvidoso) está tentando se matar com saco de plástico no rosto. Mas dali em diante é tudo muito confuso para a gente entender, já que ele continua sendo um matador, não sabemos bem por que e quem! No máximo a pista que fica é sua velha e patética mãe que é morta e também não sabemos bem porque os que a matam são justiçados (e eram tipos bem vestidos!). E para complicar mais ainda aparecem crianças, uma delas drogadas por outro bandido, e a cena final tem algo de submerso como em filme de Monstro da Lagoa Negra... O mais curioso de tudo isso bastante sem cabeça é que a diretora tem uma certa mão para enquadramentos e nada chega ser a ser descartável. Apenas indigesto. Bem a cara de Cannes e gente que ainda topa este tipo de filme B mais do que já feito.

Linha
tamanho da fonte | Diminuir Aumentar
Linha

Sobre o Colunista:

Rubens Ewald Filho

Rubens Ewald Filho

Rubens Ewald Filho jornalista formado pela Universidade Catlica de Santos (UniSantos), alm de ser o mais conhecido e um dos mais respeitados crticos de cinema brasileiro. Trabalhou nos maiores veculos comunicao do pas, entre eles Rede Globo, SBT, Rede Record, TV Cultura, revista Veja e Folha de So Paulo, alm de HBO, Telecine e TNT, onde comenta as entregas do Oscar (que comenta desde a dcada de 1980). Seus guias impressos anuais so tidos como a melhor referncia em lngua portuguesa sobre a stima arte. Rubens j assistiu a mais de 30 mil filmes entre longas e curta-metragens e sempre requisitado para falar dos indicados na poca da premiao do Oscar. Ele conta ser um dos maiores fs da atriz Debbie Reynolds, tendo uma coleo particular dos filmes em que ela participou. Fez participaes em filmes brasileiros como ator e escreveu diversos roteiros para minissries, incluindo as duas adaptaes de “ramos Seis” de Maria Jos Dupr. Ainda criana, comeou a escrever em um caderno os filmes que via. Ali, colocava, alm do ttulo, nomes dos atores, diretor, diretor de fotografia, roteirista e outras informaes. Rubens considera seu trabalho mais importante o “Dicionrio de Cineastas”, editado pela primeira vez em 1977 e agora revisado e atualizado, continuando a ser o nico de seu gnero no Brasil.

Linha
Todas as mterias

Efetue seu login

O DVDMagazine mantm voc conectado aos seus amigos e atualizado sobre tudo o que acontece com eles. Compartilhe, comente e convide seus amigos!

E-mail
Senha
Esqueceu sua senha?

Não é cadastrado?

Bem vindo ao DVDMagazine. Ao se cadastrar voc pode compartilhar suas preferncias, comentar ou convidar seus amigos para te "assistir". Cadastre-se j!

Nome Completo
Sexo
Data de Nascimento
E-mail
Senha
Confirme sua Senha
Aceito os Termos de Cadastro